VIAGEM NA BELLE ÉPOQUE: OS PORTUGUESES E O ESTRANGEIRO

»

mariajoaocastro@fcsh.unl.pt

Doutorada em História da Arte Contemporânea e investigadora integrada do Centro de
Humanidades (CHAM) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de
Lisboa (NOVA/FCSH, Portugal), centra os seus domínios de especialização na História da Cultura
Contemporânea, infletindo na ligação da Arte com o Poder quer em relação à Viagem e aos
Estudos (Pós-)Coloniais, quer no que concerne ao Turismo. É pós-doc com bolsa da FCT no
projeto intitulado “ArTravel. Viagem e Arte Colonial na Cultura Contemporânea”.

Resumo

O grande movimento de viagem de lazer ocorrido no século XIX chegou tarde a Portugal,
muito por influência das vicissitudes geopolíticas da primeira metade de Oitocentos e de que
se destaca as invasões francesas e o consequente refúgio da corte portuguesa para o Brasil,
bem como a guerra civil liberal subsequente. Nesta atmosfera cambiante, a dimensão do
estrangeiro tornou-se, para os nacionais, num imperativo mais desejado e cantado do que
vivido, pelo que, só quase no fim do século, se reuniam as condições necessárias para alguns
portugueses fazerem as malas e partirem além-fronteiras. Daí os seus testemunhos
(literários, artísticos) constituírem registos preciosos de um tempo icónico: a Belle Époque.
Este artigo propõe uma reflexão transversal assente no legado deixado por alguns dos
portugueses viajantes entre o final de século XIX e o início do século XX cruzando um
fenómeno transversal à sociedade ocidental em mutação numa consideração da viagem como
elemento de modernidade. Nesse sentido, e reunindo um conjunto de nomes da cultura
portuguesa que experienciaram a saída para o estrangeiro, pretende-se perspetivar uma
temática de mundividência autoral herdeira da viagem da Expansão Portuguesa cuja
genealogia moldou o globo a uma escala planetária e de que o século XXI é herdeiro.

O grande movimento de viagem de lazer ocorrido no século XIX chegou tarde a Portugal, muito por influência das vicissitudes geopolíticas da primeira metade de Oitocentos e de que se destaca as invasões francesas e o consequente refúgio da corte portuguesa para o Brasil, bem como a guerra civil liberal subsequente. Nesta atmosfera cambiante, a dimensão do estrangeiro tornou-se, para os nacionais, num imperativo mais desejado e cantado do que vivido, pelo que, só quase no fim do século, se reuniam as condições necessárias para alguns portugueses fazerem as malas e partirem além-fronteiras. Daí os seus testemunhos (literários, artísticos) constituírem registos preciosos de um tempo icónico: a Belle Époque. Este artigo propõe uma reflexão transversal assente no legado deixado por alguns dos portugueses viajantes entre o final de século XIX e o início do século XX cruzando um fenómeno transversal à sociedade ocidental em mutação numa consideração da viagem como elemento de modernidade. Nesse sentido, e reunindo um conjunto de nomes da cultura portuguesa que experienciaram a saída para o estrangeiro, pretende-se perspetivar uma temática de mundividência autoral herdeira da viagem da Expansão Portuguesa cuja genealogia moldou o globo a uma escala planetária e de que o século XXI é herdeiro.

Palavras-chave

Como citar este artigo

Castro, Maria João (2022). Viagem na Belle Époque: os portugueses e o estrangeiro. Janus.net, ejournal of international relations, Vol13 N2, Novembro 2022-Abril 2023. Consultado [em linha] em
data da última consulta, https://doi.org/10.26619/1647-7251.13.2.14

Article received on 22 February, 2022 and accepted for publication on 9 March, 2022

JANUS.NET

e-ISSN: 1647-7251

ERC: 126 867
Portugal

Periodicity: semiannual
© Of the issue: OBSERVARE
© Of the texts: the authors

EDITORIAL BOARD

Director:
Luís Tomé
Deputy Director:
Brígida Brito

Property

Cooperativa de Ensino Universitário
Rua de Santa Marta 47, 3º
1150-293 LISBOA
NIPC: 501641238

INTERNATIONAL INDEXING

NATIONAL RECOGNITION

SCOPUS
BOC
DIALNET
BOC
SCOPUS
SCOPUS
SCOPUS
SCOPUS
SCOPUS
ANVUR

INTERNATIONAL INDEXING

SCOPUS
BOC
SCOPUS
SCOPUS
BOC
SCOPUS
DIALNET
SCOPUS
SCOPUS

NATIONAL RECOGNITION

ANVUR

TERMS OF USE

PRIVACY POLICY

COOKIES POLICY

Logo da Fundação para a Ciência e Tecnologia

OBSERVARE 2021 - ALL RIGHTS RESERVED.

Logo da Universidade Autónoma de Lisboa
Logo da Universidade Autónoma de Lisboa
Logo da Universidade Autónoma de Lisboa