José Subtil

Investigador Doutorado

Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Mestre em História dos séculos XIX e XX pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Doutor em História Política e Institucional Moderna e Agregado no Grupo de História, Disciplina de História Institucional e Política Moderna, pela mesma Faculdade.

Foi Professor Coordenador com Agregação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo onde fez parte do Conselho Geral como membro eleito. É, actualmente, Professor Catedrático da Universidade Autónoma de Lisboa onde foi Presidente eleito do Conselho Científico (2010 a 2016) e membro do painel de avaliadores de bolsas (História e Arqueologia) da Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Exerceu vários cargos públicos, destacando-se, nos últimos dez anos, o de Secretário-Geral Adjunto do Ministério das Finanças (1997-2000), no ministério de Sousa Franco, sendo responsável pela instalação da Biblioteca Central e do Arquivo Contemporâneo do Ministério das Finanças.

Foi vogal da Comissão de Reforma e Reinstalação do Arquivo Nacional da Torre do Tombo e Director de Serviços do Instituto Português de Arquivos (1990-1992) e das Comissões para a Promoção do Museu da Moeda e da Medalha, Regulação das Estruturas Comuns das Organizações Tributárias e do Instituto de Formação Fiscal (1999-2001), criadas por resolução do Conselho de Ministros.

Foi Coordenador Nacional da Comissão de Acreditação e vogal da Direcção do Instituto Nacional de Acreditação da Formação de Professores no ministério de Marçal Grilo.

Tem várias publicações individuais e colectivas.

Foi coordenador científico da edição em DVD do Dicionário Jornalístico Português de Xavier da Silva Pereira, Academia das Ciências e Grupo Impresa, 2009.

Orientou e orienta dezenas de dissertações de mestrado e teses de doutoramento e integrou cerca de uma centena de júris de provas públicas. Participou em vários projectos de investigação, destacando-se a colaboração com o ICS, ISCTE, IPA, IPVC, CEDIS e OBSERVARE.

Tem, ainda, cerca de oito dezenas de artigos publicados em revistas, no país e no estrangeiro, e perto de uma centena de comunicações em colóquios, encontros e seminários. Recebeu o Prémio de Mérito Académico da Fundação Fernão de Magalhães nos anos de 1996 e 1997 e quatro louvores públicos.

Observare 2020 - Todos os direitos reservados

Unidade de Investigação avaliada e financiada pela FCT através do projecto UID/CPO/04155/2019.
Este site foi reestruturado através do financiamento por fundos nacionais da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do Projecto - Refª UID/CPO/04155/2019