mariano aguirre

Mariano Aguirre

 

O plenário de investigadores do OBSERVARE deliberou por unanimidade atribuir a Mariano Aguirre o prémio OBSERVARE, por ocasião do II Congresso Internacional “Guerra Mundial e Relações Internacionais (100 anos depois de 1914)”. O sentido do prémio é justamente a homenagem a pessoas individuais ou colectivas que se tenham distinguido, seja pela criatividade intelectual, seja pela prática relevante, como contributo à compreensão das realidades internacionais, à solidariedade entre os povos ou à resolução pacífica dos conflitos.

O percurso pessoal de Mariano Aguirre descreve um itinerário de grande coerência, onde tem relevo o persistente empenho em favor da causa da paz entre as comunidades humanas e da pacificação da conflitualidade internacional. Oriundo da Argentina, vive quase toda a sua vida em Espanha, mas o seu trabalho leva-o para outros lugares, desde Nova Iorque até Oslo. Tal experiência cosmopolita tem estado ao serviço dos valores da paz e da solidariedade. Durante anos dirigiu o CIP – Centro de Investigación para la Paz – em Madrid, na mesma cidade onde mais tarde foi coordenador dos programas Paz e Segurança e Direitos Humanos da FRIDE – Fundación para las Relaciones Internacionales y el Diálogo Exterior. Antes disso, foi Director Associado do Transnational Institute (Madrid e Amsterdão) e, em 2003-2005, Officer do Programa Peace and Security na Fundação Ford em Nova Iorque. Desde 2009 dirige o prestigiado NOREF – Norwegian Peacebuilding Resource Centre, de Oslo, uma fundação que articula os estudos de especialistas e os instrumentos de decisão política, no âmbito da acção diplomática norueguesa, com um reconhecido papel global na promoção do conhecimento e da prática a favor da prevenção e da resolução de conflitos violentos.

O pensamento empenhado de Mariano Aguirre tem notável eco na imprensa internacional, escrita e falada, com expressão em órgãos tão diferentes como sejam OpenDemocracy, Le Monde Diplomatique, El País, Política Exterior, BBC World Service, Publico e Radio France International. Os seus numerosos escritos – livros, ensaios, relatórios, artigos – constituem um património valioso, tanto conceptual como operacional, dirigido tanto ao conhecimento como à acção.

As suas intervenções universitárias têm-se multiplicado em Espanha, mas também em Portugal, designadamente na Universidade Autónoma de Lisboa onde Mariano Aguirre é Professor Visitante. De há muitos anos tem colaborado regularmente com o anuário JANUS e tem honrado as iniciativas da unidade de investigação OBSERVARE com um apoio de alto nível e uma solidariedade sempre disponível.

O prémio OBSERVARE é o justo reconhecimento de um exemplo inspirador e de décadas de dedicação a causas fundamentais do nosso tempo. A sua atribuição a Mariano Aguirre comprova a nossa convicção de que a configuração do tecido internacional também é moldada pela acção individual e que pessoas concretas podem ser construtores de sociedades novas.

Lisboa, 2 de Julho de 2014

 

 

hotlink_Anuario
 

hotlink_eJournal