Carlos Branco

 

Major General do Exército português, na situação de reserva. Mestre em Ciências Militares (Academia Militar, Lisboa). Entre outras qualificações militares, tem o curso de Estado-Maior e o curso de Promoção a Oficial General. Para além disso, frequentou um MBA com especialização em gestão internacional (Católica Business School, Lisboa) e encontra-se a finalizar uma tese de doutoramento em Resolução de Conflitos, no Instituto Universitário Europeu, Florença (Itália). Frequentou igualmente o curso de Alto Nível da Política Comum de Segurança e Defesa, no Colégio Europeu de Segurança e Defesa (Bruxelas).

 

Tem uma longa experiência no domínio dos assuntos político-militares e das relações internacionais adquirida em vários cargos internacionais. Serviu nas Nações Unidas, nos Balcãs, antes de Dayton, como observador militar. Mais tarde, serviu no quartel-general (QG) da EUROFOR, em Florença, como Chefe da Seção de Análise de Informações. Em 2001, prestou serviço na Divisão Militar do Departamento de Operações de Paz, no QG da ONU, em Nova Iorque, como Peacekeeping Affairs Officers para as missões da ONU no Médio Oriente (Líbano, Síria, Israel e na fronteira do Iraque/Kuwait). Foi ainda comandante de batalhão, regimento e segundo comandante da Brigada de Reação Rápida e porta-voz do comandante da ISAF, no Afeganistão. Em 2008, assumiu as funções de subdiretor do Instituto de Defesa Nacional e Diretor de Doutrina antes de ter sido selecionado para a posição de Diretor da Divisão da Cooperação e Segurança Regional, do Estado-Maior Militar Internacional, no QG da OTAN. Nesta função, foi responsável pelo planeamento estratégico da cooperação militar da OTAN. E, mais tarde, foi subdiretor do Instituto Superior de Estudos Militares IIESM), tendo sido responsável pela investigação e desenvolvimento. Nestas funções, foi editor chefe das publicações científicas do IESM.

 

Foi autor de mais de 55 artigos sobre assuntos técnico-militares, gestão, resolução de conflitos, e segurança e defesa publicados em livros, periódicos, e jornais diários, oito dos quais sujeitos a arbitragem; e foi coeditor de dois livros sobre assuntos relacionados com operações de paz. Tem participado regularmente em debates e conferências e também lecionou em vários estabelecimentos de ensino superior. É também membro de vários think tanks (nacionais e internacionais) e organizações cívicas. Em 2009, foi codiretor científico de um curso de pós-graduação em Media e Gestão de Crises, no Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa (Lisboa). Os seus maiores assuntos de interesse e investigação são operações de paz, resolução de conflitos, comunicações estratégicas, OTAN, Nações Unidas e PCSD.


 

 
 
hotlink_Anuario
 

hotlink_eJournal