< Voltar

 

A RELIGIÃO TRADICIONAL NA CULTURA POLÍTICA DA GUINÉ-BISSAU


Texto completo PDF

Cláudia Favarato

email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Doutoranda em Ciência Política no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP, Portugal), Universidade de Lisboa; Mestre em Estudos Africanos, ISCSP, Universidade de Lisboa; Mestre em Política Internacional e Diplomacia pela Universidade de Pádua; investigadora colaboradora no Centro de Estudos Africanos (CEAF) do ISCSP, Universidade de Lisboa.



Resumo


O presente artigo tem por objetivo examinar a importância do sistema religioso animista indígena na cultura política da Guiné-Bissau. A análise do contraste entre a legitimação inerente da autoridade do Estado e as autoridades tradicionais locais permite entender o tipo de cultura política partilhada do povo guineense. Tendo em conta a exacerbação da capacidade de resposta pública à manipulação de símbolos quando os indivíduos sentem que os níveis de segurança humana se encontram mais baixos, neste artigo aborda-se a importância do capital simbólico religioso inerente à política dos líderes nacionais da Guiné-Bissau, dando como exemplo o caso de José Bernardino “Nino” Vieira. Estas práticas permitem às autoridades estatais legitimar a sua autoridade, ultrapassar o impasse da heterogeneidade étnica e compensar as relações frouxas entre o governo e os cidadãos. Finalmente, examina-se a manipulação da dimensão religiosa para fins políticos como um marco do processo de africanização do poder, devido ao sincretismo religioso e político típico dos sistemas políticos tradicionais africanos, e a forma como os mitos sobre os idolatrados líderes nacionais podem fomentar o avanço de um regime político autoritário.



Palavras-chave


Guiné-Bissau; cultura política; capital simbólico; sistema político africano; religião tradicional africana



Como citar este artigo


Favarato, Claúdia (2018). "A religião tradicional na cultura política da Guiné-Bissau". JANUS.NET e-journal of International Relations, Vol. 9, N.º 2, Novembro 2018-Abril 2019. Consultado [online] em data da última consulta, https://doi.org/10.26619/1647-7251.9.2.7



Artigo recebido em 21 de Dezembro de 2017 e aceite para publicação em 1 de Julho de 2018