< Voltar

 

As comunidades epistémicas e a sua influência na política internacional: atualização do conceito


Texto completo PDF

Miloslav Machoň

email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Trabalha no Centro de Estudos Internacionais Jan Masaryk da Universidade de Economia (República Checa). O seu trabalho centra-se nos atores de negociações políticas na área da gestão internacional. A sua especialização abrange a problemática da diplomacia científica.

Jana Kohoutová

email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Investigadora na Faculdade de Relações Internacionais da Universidade de Economia (Centro de Estudos Internacionais Jan Masaryk, República Checa). O seu trabalho centra-se no estudo de novas formas de diplomacia e estratégias de negociação política.

Jana Burešová

email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Investigadora na Faculdade de Relações Internacionais da Universidade de Economia (Centro de Estudos Internacionais Jan Masaryk, República Checa). É especialista na investigação de normas e regras internacionais, direitos humanos e estudos sobre segurança.

Jaroslava Bobková

email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Trabalha na Faculdade de Relações Internacionais da Universidade de Economia de Praga (Centro de Estudos Internacionais Jan Masaryk, República Checa). A sua investigação atual incide sobre os atores não estatais nas relações internacionais.



Resumo


A importância decrescente do Estado como ator proeminente na política internacional conduziu ao debate sobre a crescente importância das relações transnacionais. A presente investigação concentrou-se noutros atores, incluindo as comunidades epistémicas. Este artigo analisa trabalhos anteriores recorrendo ao conceito de comunidades epistémicas, examina a sua influência na política internacional e as suas limitações. Utiliza a abordagem construtivista social para a elaboração de critérios do processo de profissionalização necessários para o reconhecimento das comunidades epistémicas. Este trabalho examina igualmente o conceito da influência das mesmas na regulação internacional, incluindo a definição das condições para a procura das atividades das comunidades epistémicas. As condições incluem a introdução de problemas complexos com um elemento de incerteza, o acesso direto ou indireto ao processo de tomada de decisões políticas nas arenas da política internacional e a capacidade dessas arenas de executar a regulação internacional. O artigo também explica e examina o processo de difusão de convicções partilhadas criadas pelas comunidades epistémicas. A capacidade de difundir convicções partilhadas apoia os modos de persuasão, incluindo indicadores estatísticos, eventos focados e narrativas. As convicções partilhadas são transferidas através de um processo de aprendizagem institucional. Uma transferência bem-sucedida significa que as convicções partilhadas se tornam parte de uma agenda política. A utilização das convicções partilhadas para a criação, execução e aplicação de decisões políticas revela a influência das comunidades epistémicas na política internacional.



Palavras-chave


Comunidade epistémica; Complexidade; Incerteza; Eventos focados; Indicador estatístico; Narrativa; Regulação internacional; Construtivismo social



Como citar este artigo


Machoň M; Kohoutová, J; Burešová, J; Bobková, J (2018). "As comunidades epistémicas e a sua influência na política internacional: atualização do conceito". JANUS.NET e-journal of International Relations, Vol. 9, N.º 2, Novembro 2018-Abril 2019. Consultado [online] em data da última consulta, https://doi.org/10.26619/1647-7251.9.2.1



Artigo recebido em 23 de Janeiro de 2018 e aceite para publicação em 3 de Setembro de 2018