DETERMINANTES QUANTITATIVOS DA VIOLÊNCIA DA GUERRILHA FARC-EP NA COLÔMBIA Este trabalho foi apoiado pelo Observatório de Direitos Humanos e Direito Internacional Humanitário (ODHDIH) da Vice-Presidência da República da Colômbia


Texto completo PDF

Jerónimo Ríos Sierra
email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Professor Associado da Universidade EAN (Colômbia) e assessor da Organização dos Estados Ibero-Americanos. Autor correspondente



Camilo Vargas
email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Professor Associado da Universidade EAN (Colômbia)



Paula Bula
email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Professora Associado da Universidade EAN (Colômbia)



Amalia Novoa Hoyos
email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Professora Associado da Universidade EAN (Colômbia)





Resumo


O objetivo deste estudo é explicar o ativismo das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia - Exército Popular (FARC-EP) no âmbito do conflito armado interno colombiano entre 2002 e 2012. Além de ser o período de maior intensidade do conflito, a investigação tenta explicar o impacto de diferentes variáveis sociais, económicas e institucionais que, a partir de um exercício estatístico com regressões, mostram como é possível encontrar bases para entender a razão pela qual o ativismo dessa guerrilha responde de maneira mais ampla a alguns cenários do que aos outros. Com base num exercício multivariado com fontes institucionais, realizou-se uma análise abrangente da violência guerrilheira na Colômbia, que se afasta de explicações unidirecionais e justapõe diferentes variáveis para procurar uma resposta de maior complexidade de como a lógica do ativismo das FARC-EP tem sido compreendida durante a última década e meia.



Palavras-chave


Forças armadas colombianas, Conflito, Determinantes de violência, FARC-EP, Violência política



Como citar este artigo


DOI: https://doi.org/10.26619/1647-7251.9.1.9



Artigo recebido em 15 de Novembro de 2017 e aceite para publicação em 1 de Fevereiro de 2018