logo III observare horiz

 

 Livro de Resumos (PDF) 

17 DE MAIO – UAL – UNIVERSIDADE AUTÓNOMA DE LISBOA
14H30-16H00

Painel 1 [Sala 28] – O indivíduo como actor da vida internacional [A]
Preside Armindo Saraiva Matias (Presidente do Conselho Científico da UAL)

Alexandre Guerreiro (Universidade de Lisboa) – 15 anos de Tribunal Penal Internacional: à espera de Godot

Alexandra Magnólia Dias (Universidade Nova de Lisboa) - Conceitos e práticas irreconciliáveis da justiça: a sociedade internacional de África e o Tribunal Penal Internacional

Maria Francisca Saraiva (ISCSP, Universidade de Lisboa) – A UE e o crime de agressão após Kampala através da lente do multilateralismo eficaz

Filomena Capela Correia Amaral (Centro de Estudos Internacionais, ISCTE-IUL) – Jean-Pierre Bemba Gombo VS O Procurador: Jogo de espelhos no Tribunal Penal Internacional (TPI)

Carla Freitas Alves (Universidade de Lisboa), Ingrid Tonon (Instituto Superior Técnico) e Fabrício Castro (Universidade Nova de Lisboa) – O Homem como protagonista das ações de mitigação e adaptação no combate às alterações climáticas: o caso do aumento do nível do mar a nível global

Painel 2 [Sala 23] – Tendências demográficas e relações internacionais [A]
Preside Pedro Trovão do Rosário (Director do Departamento de Direito)

Marcos Antonio da Silva (Universidade Federal da Grande Dourados, Brasil) e Ricardo Ojima (Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Brasil) – Entre o sertão e o mar: migrações internacionais contemporâneas no Nordeste brasileiro

Rui Paiva (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) – Dinâmicas Demográficas na República Popular da China - estratégia chinesa para a Diáspora

Carolina Nunan (Universidade Católica de Minas Gerais, Brasil) e Duval Magalhães Fernandes (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Brasil) – Tendências do fluxo migratório luso-brasileiro

Michele Freire Schiffler (Universidade Federal do Espírito Santo, Brasil) e Andressa Zoi Nathanailidis (Universidade de Vila Velha, Brasil) – O sujeito indígena brasileiro e os projetos globais: protagonismo e resistência no rap Guarani 

Painel 3 [Sala 24] – Espaços económicos e espaços de segurança [A]
Preside Manuel Farto (Director do Departamento de Economia)

Pedro Silva Barata (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) e João Piedade (Instituto Universitário Militar) – De volta a Mahan e Mackinder: A Segurança Energética da União Europeia

Evanthia Balla (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) – A crise dos refugiados e o dilema da desintegração da Europa

René Tapia (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) – A indústria bancária pirata global (globalização, drogas, offshore e corrupção)

José Góis Chilão e José Lúcio (Universidade Nova de Lisboa) – Extensão da plataforma continental portuguesa – contextualização, desafios e oportunidades

Anastasia Oprea (Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra) – A UE como espaço de segurança e suas implicações na identidade política europeia 

Painel 4 [Sala 27] – Fim das ideologias? Seu impacto nas relações internacionais [A]
Preside Miguel Figueira de Faria (Director do Departamento de História, Artes e Humanidades)

Ricardo Sousa (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) - A primazia do Conselho de Segurança das Nações Unidas em decisões sobre intervenções militares em África e a Arquitetura de Paz e Segurança Africana

Ángel Dámaso Luis León (Universidad de La Laguna, Espanha) – Militarismo esquerdista: a influência do velasquismo em Chávez

António Horta Fernandes (Universidade Nova de Lisboa) – A matriz realista como ideologia da guerra numa era (supostamente) pós-ideológica

Aleksi Ylönen (Centro de Estudos Internacionais, ISCTE-IUL) Fim das Ideologias e do Separatismo: Observações desde o Corno de África 

Joana Lopes (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) Ressurgimento de Nacionalismos na União Europeia

Painel 5 [Auditório 3] – Educação para a cidadania global [A] 
Preside Filipe Vasconcelos Romão (Coordenador da Licenciatura em Relações Internacionais)

>Mª Cristina Naya-Riveiro, Ánxela Bugallo-Rodríguez e Araceli Serantes Pazos (Universidade da Coruña, Espanha) – A Educação para a Cidadania Global: um desafio para a escola

Marcelo Dominguez Rodrigues Moreira (Universidad Autónoma de Madrid, Espanha) – Filmes que superam o âmbito educativo: o cinema das Misiones Pedagógicas da Segunda República espanhola

Filipe Martins (Centro de Estudos em Desenvolvimento Humano, Universidade Católica Portuguesa, Porto) – Aprendizagens para o desenvolvimento: reflexões críticas decorrentes da avaliação de um projeto intersectorial de educação para o desenvolvimento

María Carracedo, Carmen Duce, Esther Doménech, Luis J. Miguel e Luis Pérez (Universidad de Valladolid, Espanha) – Rural DEAR Agenda

 

17 DE MAIO – UAL – UNIVERSIDADE AUTÓNOMA DE LISBOA
16H30-18H00

Painel 6 [Sala 28] – O indivíduo como actor da vida internacional [B] 
Preside Luísa Godinho (Directora do Departamento de Ciências da Comunicação)

António Pedro Dores (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia, ISCTE-IUL) – O papel das ciências sociais na criação de condições de paz

Ana Isabel Xavier (IPRI, Universidade Nova de Lisboa) – A segurança humana da União Europeia: mobilização de um corpo europeu de solidariedade

Pedro Ponte e Sousa (IPRI, Universidade Nova de Lisboa) – Política externa e globalização: a questão agente-estrutura

Raquel Fernandes (Universidade do Minho) – Da diplomacia da modernização ao conservadorismo islâmico: o que explica a estratégia de Recep Tayyip Erdogan?

Sérgio Barbosa dos Santos Silva (Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra) – A vez do WhatsApp: novos espaços da política

Painel 7 [Sala 23] – Grandes movimentos de populações [A] 
Preside João Hipólito (Director do Centro de Investigação em Psicologia)

Carlos Nolasco (Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra) – A rutura da linha abissal e a entrada de refugiados e migrantes na Europa

Catarina Sales Oliveira (Universidade da Beira Interior) e Emília Araújo (Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho) – Mobilidades globalizadas

Joana Sousa Ribeiro (Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra) – Além das pessoas: capitalismo, deslocações e expulsões

Liliana Reis e Joana Vaz (Universidade da Beira Interior) – Política de Asilo da União Europeia: idiossincrasias na proteção dos refugiados numa Europa fragmentada

João Paulo Feijóo (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) – “Nova emigração portuguesa”, diásporas corporativas e fluxos de conhecimento transnacionais

Nuno Imperial (Universidade Nova de Lisboa) – A Agenda Europeia da Migração na prevenção do colapso do Sistema Europeu Comum de Asilo (SECA)   

Painel 8 [Sala 27] – Espaços económicos e espaços de segurança [B] 
Preside Eduardo Cardadeiro (Director da Autónoma Academy)

Franco Tomassoni (IPRI, Universidade Nova de Lisboa) – Possíveis cenários para a cooperação energética euro-russa até 2030

Paulo Barata (Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra) – Neoliberalismo, colonialismo e política de exceção nos territórios palestinos ocupados

Fernando Montenegro (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) – A Comunicação Estratégica do Terrorismo no Ciberespaço - O Estudo de Caso brasileiro

Vasile Ciorici (Universidade de Coimbra) Acordo de Parceria e Cooperação (APC) EU-Rússia

Ana Campos (IPRI, Universidade Nova de Lisboa) – Segurança energética no espaço euro-asiático: desafios para a economia russa

Painel 9 [Sala 24] – Espaços económicos e espaços de segurança [C] 
Preside Mário Marques da Silva (Director do Departamento de Ciências e Tecnologias)

Felipe Pathé Duarte (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) – Para além das fronteiras: a cibercomunicação como ferramenta estratégica jihadista

Roxana Andrei (Universidade de Coimbra) – Recursos transfronteiriços para a estabilidade e a cooperação na região do Mar Cáspio - Mar Negro: o impacto da dinâmica energética

José João Sequeira Ramos Rodrigues Pedra (Marinha Portuguesa) – A União Europeia e a securitização do domínio marítimo global

Maria da Saudade Baltazar (CICS, Universidade Nova de Lisboa e Universidade de Évora) e Ana Romão (CICS, Universidade Nova de Lisboa e Academia Militar) – Tendências no paradigma da segurança humana nas relações euro-mediterrânicas: contradições sobre a migração para os países do Sul da Europa

Hermínio Joaquim de Matos (Instituto Superior Ciências Policiais e Segurança Interna) – “O Crescente e a Espada: Epitáfio para o Velho Continente”? (In)Eficácia Contraterrorista 

Painel 10 [Auditório 3] – Educação para a cidadania global [B] 
Preside Filipe Vasconcelos Romão (Coordenador da Licenciatura em Relações Internacionais)

Teresa Martins (Escola Superior de Educação, Instituto Politécnico do Porto) e Luís Santos (Universidade do Minho) A escola em tempo da cólera: a urgência de uma Educação para a Cidadania Global

Francisca Izabel Pereira Maciel (Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil) – O currículo e educação cidadã em São Tomé e Príncipe – África

Maria-Luz Suárez (Universidad de Deusto, Espanha) – As barreiras culturais na construção da cidadania global. Um estudo empírico

Marcela da Silva Uchoa (Universidade de Coimbra) – A Construção da Cidadania Local e Global no Brasil através da Educação

Isabel Sandra Fernandes (Universidade do Minho) – Comunidades de aprendizagem interorganizacionais: emancipação ou gatopardismo?

Painel 11 [Sala 22] – Cidades e Regiões e processos de internacionalização [A] 
Preside Ricardo Carvalho (Director do Departamento de Arquitectura)

Joana Castro Pereira – (IPRI, Universidade Nova de Lisboa e Universidade Lusíada) – Cidades e Segurança Hídrica no Antropoceno: O Papel das Cidades na Gestão “Glocal” da Água

María Gabriela Costa García, Juan Pablo Suárez e Nelson Piedra (Universidad Técnica Particular de Loja, Ecuador) – SmartLand, uma iniciativa para promover uma gestão inteligente do território

Sandra Ribeiro (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa e ISCAL)  O modelo gravitacional e as exportações portuguesas em 2015

Carmen Fonseca (IPRI, Universidade Nova de Lisboa) – O papel das ideias, perceções e interesses no processo de formulação da política externa - o caso brasileiro 

 

18 DE MAIO – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN
14H30-16H00

Painel 12 [Auditório 3] – O indivíduo como actor da vida internacional [C] 
Preside Fernando Jorge Cardoso (Instituto Marquês de Valle Flôr e Clube de Lisboa)

Lucas Chaves (Universidade Federal Rio Grande do Norte, Brasil) e Thiago Oliveira Moreira (Universidade de Coimbra e Universidad del País Vasco, Espanha) – Controle de Convencionalidade na concretização dos Direitos Fundamentais no âmbito dos processos integracionistas comunitários europeu e do Cone Sul

Elisa Parra (Universidad Complutense de Madrid, Espanha) – Entre, dentro e além das fronteiras. Direitos políticos reivindicados pelos migrantes num contexto de tensões globais-locais

Antonietta Elia (Universidad de Santiago de Compostela, Espanha) – Rumo à consolidação do direito de acesso à justiça no direito internacional: o papel crescente do sistema de órgãos dos tratados de direitos humanos

Shiguenoli Miyamoto (Universidade Estadual de Campinas, Brasil) – Indivíduos na agenda da política externa brasileira

Painel 13 [Sala 1] – Tendências demográficas e relações internacionais [B] 
Preside Teresa Rodrigues (Universidade Nova de Lisboa)

Paulo Machado (CICS, Universidade Nova de Lisboa e Laboratório Nacional de Engenharia Civil) – Notas sobre a nova ordem demográfica mundial

Isabel Estrada Carvalhais e Sílvia Gonçalves (Centro de Investigação em Ciência Política, Universidade do Minho) – Experiências de cidadania dos "novos" portugueses: política através das lentes dos cidadãos naturalizados

Benoit Martin (Sciences Po, França) – Dados e visualizações das migrações internacionais: atores e os conhecimentos que produzem

Rosane Cristina Prudente (Universidade Federal da Bahia, Brasil) – Migração senegalesa - representações na literatura oral e ficcional do Brasil

Sara Ribeiro e Teresa Rodrigues (Universidade Nova de Lisboa) – Envelhecimento, migrações e planeamento da segurança pública. Portugal 2040 

Painel 14 [Sala 4] – Grandes movimentos de populações [B] 
Preside Patrícia Daehnhardt (Universidade Lusíada, Lisboa)

Giuseppe Motta (Sapienza, Università di Roma, Itália) – Novos Espaços e Novas Fronteiras na Europa após a Primeira Guerra Mundial: Refugiados, Cidadania e Minorias

Glorimar Leon (Universidad Autónoma de Chile) – Gestão da migração através de critérios pró-ativos: para uma reformulação das atuais políticas de controlo de remessas

Ingrid Berns Pavezi (Albert-Ludwigs-Universität Freiburg, Alemanha) – Para além das fronteiras europeias: política de gestão de refugiados entre a União Europeia e países terceiros

José Miguel Calvillo Cisneros (Universidad Carlos III de Madrid, Espanha) – Actualización del régimen jurídico internacional de los Refugiados

Painel 15 [Sala 2] – Espaços económicos e espaços de segurança [D] 
Preside Luís Nuno Rodrigues (Centro de Estudos Internacionais, ISCTE-IUL)

Walter Neto (Universidad Complutense de Madrid, Espanha) e Bruna Penha (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, Brasil) – As regiões de fronteira como laboratório da integração regional no Mercosul

Mónica Hirst (Universidade Nacional de Quilmes, Argentina) – América Latina e a Securitização da Ajuda Humanitária

Armando Alvares Garcia Júnior (Universidad Internacional de La Rioja, Logroño, Espanha) – A segurança dos subsistemas económicos em face dos desafios e ameaças globais

 Adolfo Calatrava (Universidad Carlos III de Madrid, Espanha) – Segurança no Espaço Euro-Mediterrânico: Estruturas Económicas e Políticas e a Primavera Árabe

Reinaldo Hermenegildo (Academia Militar e IPRI, Universidade Nova de Lisboa) – A reconfiguração das fronteiras da União Europeia: impactos na “segurança interna”

 

18 DE MAIO – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN
16H30-18H00

Painel 16 [Auditório 3] – Cidades e Regiões e processos de internacionalização [B] 
Preside Daniela Nascimento (Universidade de Coimbra)

Pedro Sampaio Minassa (Universidade Federal do Espírito Santo, Brasil) – O paradigma da cidade criativa, um alvitre à internacionalização

Javier Tébar Hurtado, Úrsula Piñero Cifuentes e Laura Rozalén Piñero (Universidad de Barcelona, Espanha) – Entre el barrio y la fábrica. Política, urbanismo y protesta social en el Área Metropolitana de Barcelona

Paula Bastone (Universidade Federal do Amapá, Brasil; Centro de Estudos Sociais-Universidade de Coimbra) – O Forum Social Panamazônico: o espaço da emergência dos povos da floresta

Érica Tatiane Soares Ciorici (Universidade de Coimbra) – A Humanização do Direito Internacional Ambiental

Painel 17 [Sala 1] – Fim das ideologias? Seu impacto nas relações internacionais [B] 
Preside António Paulo Duarte (Instituto da Defesa Nacional)

Andrea Carteny (Sapienza Università di Roma, Itália) – Retorno à Nação, em defesa das Identidades Étnico-Religiosas

Patrícia Vieira (Georgetown University, Estados Unidos da América e Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra) – Pós-Utopia e Reacionarismo Autoritário

Gabriele Natalizia (Link Campus University, Roma, Itália) – O retrocesso democrático no Cáucaso do Sul. Legado soviético e ambiente internacional no trabalho

Taner Dogan (City, University of London, Reino Unido) – Democracia iliberal no contexto dos movimentos islamistas

Licínia Simão (Faculdade de Economia e Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra) – A constituição performativa da identidade russa como Grande Potência 

Painel 18 [Sala 4] – Espaços económicos e espaços de segurança [E] 
Preside Francisco Proença Garcia (Instituto Universitário Militar e Universidade Católica Portuguesa)

Edoardo Boria e Daniele Scalea (Sapienza Università di Roma, Itália) – Forças condutoras geopolíticas externas e fatores internos numa crise de Estado: o caso da Ucrânia

Ana Paula Brandão (Centro de Investigação em Ciência Política, Universidade do Minho) – Do debordering ao rebordering: efeitos da narrativa dos nexos securitários no espaço europeu

José Palmeira (Centro de Investigação em Ciência Política, Universidade do Minho) – Pode o atual CEDN resistir ao Brexit e à Doutrina Trump?

Mário Rodrigues Pontes e Sandra Maria Rodrigues Balão (Associação Portuguesa de Estudos da Conjuntura e Estratégia, ISCSP, Universidade de Lisboa) Geoeconomia do Ártico, Desenvolvimento Económico e o papel do AEC (Conselho Económico do Ártico)

Leonel Miranda (Macro Euro-China Entrepreneurs Clube e OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) – Geoeconomia em zonas de fronteira: O caso do Delta do Rio das Pérolas na República Popular da China 

Painel 19 [Sala 2] – A questão dos “global commons” e as novas dimensões dos espaços [A] 
Preside Luís Filipe Madeira (Universidade da Beira Interior)

Amparo Sereno (Ratio Legis, Universidade Autónoma de Lisboa) – O mare liberum e o uso sustentável dos recursos biológicos do Alto Mar

Paulo Magalhães (CIJE, Centro de Estudos Jurídicos Económicos, Faculdade de Direito da Universidade do Porto) – O sistema terrestre - o verdadeiro Global Common que não conhece fronteiras

Jaime Ferreira da Silva (Instituto Universitário Militar) – O valor estratégico dos recursos marinhos dos fundos oceânicos 

Boryana Aleksandrova (Sofia University “St. Kliment Ohridski”, Bulgária) – Compreender a geopolítica na era da globalização: garantir o acesso a terras agrícolas

Carmen Perez (Universidad Carlos III de Madrid, Espanha) – Mobilidade humana e bens comuns globais

 

19 DE MAIO – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN
11H30-13H00 

Painel 20 [Auditório 3] – O indivíduo como actor da vida internacional [D]
Preside Isabel Estrada Carvalhais (Universidade do Minho, Braga)

Xavier Guillaume (Rijksuniversiteit Groninge, Holanda) – Governar e cuidar dos cidadãos no estrangeiro

Sónia Roque (Centro de Investigação em Segurança e Defesa, Instituto Universitário Militar) – O Conselho de Direitos Humanos e o papel central do indivíduo enquanto ator na política internacional de direitos humanos

João Vasco Coelho (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia, ISCTE-IUL) – Da expatriação: práticas organizacionais, identidades, a expatriação como experiência de diferenciação

Luis Alberto Gonçalves Bento (Universidade Nova de Lisboa) – Atores/espiões: Contributos para uma análise de um mundo "entre aspas" 

Painel 21 [Sala 1] – Espaços económicos e espaços de segurança [F]
Preside Luís Nuno Rodrigues (Centro de Estudos Internacionais, ISCTE-IUL)

Daniel Pommier e Roberto Sciarrone (Sapienza Università di Roma, Itália) – As PDI de Nagorno Karabakh 25 depois anos: Implicações Internacionais e Nacionais no Cáucaso do Sul 

Tatiana Daré Araújo (Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra) – Corpos de poder: Análise do modelo de governança liberal através dos discursos de poder em torno do medo global

Marco Paulo Gonçalves (Instituto Universitário Militar) – Direitos humanos para além das fronteiras: desafios para as intervenções

Ana Santos Pinto (Instituto Português de Relações Internacionais, Universidade Nova de Lisboa) – (Des)construindo as fronteiras: o papel das identidades coletivas no atual Médio Oriente 

Nancy Gomes (OBSERVARE, Universidade Autónoma de Lisboa) – A parceria estratégica EU-CELAC e o dinamismo económico das interações transatlânticas 

Painel 22 [Sala 3] – Cidades e Regiões e processos de internacionalização [C]
Preside Daniela Nascimento (Universidade de Coimbra)

Eduardo Costa Dias (ISCTE-IUL) – Jihads, jihadistas e território no Sahel  

Maribel Nieto (Universidad Complutense de Madrid, Espanha) – Rompendo fronteiras: EUROACE como uma janela de oportunidade

Paolo Targioni (Universidade Federal São Carlos, São Paulo, Brasil) – Fronteira Brasil-Bolívia, integração sem conflito?

Domingos Vaz e Liliana Reis (Universidade da Beira Interior) – Das cidades-estado às cidades-globais: o papel das cidades na governança global 

Painel 23 [Sala 4] – Fim das ideologias? Seu impacto nas relações internacionais [C]
Preside António Paulo Duarte (Instituto da Defesa Nacional)

Luís Filipe Madeira (Universidade da Beira Interior) – O impacto interno e internacional da extinção do delito político

José Renato Ferraz da Silveira e Leonardo Miglioranza Castagna (Universidade Federal de Santa Maria, Brasil) – Repensando a obra “O ópio dos intelectuais” de Aron 

Luísa Godinho (Universidade Autónoma de Lisboa) - Oligopólio ideológico e fragmentação cultural: dissonâncias sistémicas na era da autocomunicação em massa 

Patrícia Daehnhardt (IPRI, Universidade Nova de Lisboa) – O fim da ordem ocidental? As respostas da Alemanha à crise geopolítica da Europa   

Painel 24 [Sala C] – A questão dos “global commons” e as novas dimensões dos espaços [B] 
Preside Marcos Farias Ferreira (ISCSP, Universidade de Lisboa)

Manuel Pinto de Abreu e Aldino Santos de Campos (Universidade Nova de Lisboa) – A abordagem dualista às plataformas continentais alargadas na União Europeia

Juan Manuel de Faramiñán Gilbert (Universidad de Jaén, Espanha) – A favor dos “global commons”

Liliana Reis (Universidade da Beira Interior) – Contribuição para uma análise do mar como bem comum global. Missão Atalanta – do Direito do Mar à segurança marítima

Frigdiano-Álvaro Durántez-Prados (Universidad Complutense de Madrid, Espanha) – Conceptuación y articulación de una Comunidad Universal

Sandra Maria Rodrigues Balão e Mário Rodrigues Pontes (Centro de Administração e Políticas Públicas, ISCSP, Universidade de Lisboa) – A região do Árctico como actor das RI – uma análise SWOT multinível e multidimensão dos desafios geopolíticos para o século XXI.